Hoje retirei a palavra “amor” do seu contato no meu telefone

Neto Alvespor Neto Alves

Pois é, dá para acreditar? Acho que até o celular deve ter pensado: “Deixa esse nome aí, tá querendo enganar quem?”, mas tive que fazer. Vai que alguém pega o meu celular e descobre que ainda não te esqueci, já pensou? Então preferi que isso ficasse só entre nós; quer dizer, entre eu e a saudade que ainda sinto.

Porque se um dia você me ligasse sem querer, ou se depois de um porre, você me mandasse uma mensagem no meio da madrugada, eu ficaria com aquela esperança de amar outra vez, sabe? Eu iria abrir aquele sorriso bobo, pra depois me deparar com uma mensagem de: “Foi mal, eu estava bêbada pra caralho, esquece”.

Então resolvi colocar o seu nome mesmo, com todas as letras minúsculas, só para parecer que você não tem mais importância para mim.

Mas posso te pedir uma coisa? Não me liga não. Porque nos meus contatos você não é mais o meu amor, mas quando o telefone vibra, não tem jeito, é a sua notificação que eu sempre quero ver.

Comentar sobre Hoje retirei a palavra “amor” do seu contato no meu telefone