O pior tipo de estranhos: aqueles que já se amaram

Nós, que dividimos durante anos as eternidades de uma vida inteira, hoje, mal nos cumprimentamos na fila do supermercado. Temos sido, portanto, o pior tipo de estranhos: aqueles que já se amaram.

Nos tornamos recém desconhecidos há pouco mais de um ano e, até a presente data, ainda costumam aparecer novos desconectados para me questionarem sobre nós. No começo eu costumava levar na esportiva, explicava com riqueza de detalhes cada um dos motivos da nossa separação. Depois, passado um certo tempo, já um pouco fatigado do assunto, passei a responder somente que não estávamos mais juntos e que não tínhamos mais contato. Hoje, respiro fundo e me silencio, não sou obrigado.

Não posso dizer que não valeu, nem tampouco posso te agradecer por tudo. Talvez acreditamos ter feito uma boa escolha ao resolvermos ficar juntos, todavia, certamente tomamos uma decisão ainda melhor ao decidirmos nos separar. Se tivemos bons momentos? É claro que sim! Mas estes não foram suficientemente bons para compensar cada uma das dores de cabeça.

Espero que tenha encontrado alguém que não deixe a toalha molhada sobre a cama, que não arrote após um copo de Coca-cola (o que acho difícil) e que dê valor para as músicas indecifráveis que você tanto aprecia. Pois eu ainda procuro alguém que goste de Los Hermanos, que não suporte sequer a ideia de frequentar uma academia, e que tenha como esporte favorito uma saudável e infinita maratona de seriados.

No mais, até o próximo aperto de mão na fila do pão.

Comentar sobre O pior tipo de estranhos: aqueles que já se amaram

28 comentários abaixo sobre O pior tipo de estranhos: aqueles que já se amaram

  • Avatar Mel Falcão disse:

    “Pois eu ainda procuro alguém que goste de Los Hermanos, que não suporte sequer a ideia de frequentar uma academia, e que tenha como esporte favorito uma saudável e infinita maratona de seriados.” Melhor parte! Como alguém consegue NÃO GOSTAR de Los Hermanos? E seriados. Pfvr. Melhor coisa.

    Infelizmente -ou felizmente, dependendo do ponto de vista- me identifiquei muito com o texto. :)

  • Avatar JC disse:

    Alguém que goste de músicas indecifráveis e que acha que a introdução de Echoes do Pink Floyd é linda.
    Que ame maratona de seriados e acordar cedo pra correr na orla.

    Well…oh….céus…….

  • Avatar Leticia Santos disse:

    Eu gosto de Los Hermanos, odeeeeeio academia e amo maratona de seriados .. Casa comigo ? kkkkkkkkk
    Texto FODA !

  • Avatar Mayara Lima disse:

    Fellipo Rocha, prazer.

  • Avatar Adrielle Sakata Andrade disse:

    Aperto de mão na fila do pão.. Rapazzz.. Texto doído… Kk.. Mto bom!!

  • Avatar Dessa Rocha disse:

    Fellipo voltou ♡

  • Avatar Michaella Oliveira disse:

    Só li verdades! Parabéns! E sabe, somos almas gêmeas! Tô te esperando kkkkk

  • Avatar Deborah Braga Barra disse:

    Quase a minha história…

  • Avatar Nadhia Dantas disse:

    Realmente.. É o pior tipo de estranhos.. Alguém que você tanto conheceu, e hoje já não sabe mais nada dessa pessoa.. Adorei o texto!

  • Avatar Junior Pereira disse:

    Estranho mesmo é ler esse texto quando horas atrás você colocou no Whatsapp a frase, “O pior estranho é aquele que um dia a gente tanto conheceu”. Tirando esse detalhe, ótimo texto. Parabéns Fellipo.

  • Avatar Larissa Lisboa disse:

    Completamente assim, seu texto me fez lembrar que não acontece só comigo! Adorei o texto, parabéns.

  • Avatar Marianne Nunes Lima disse:

    a sociedade deveria aceitar melhor o fato de que exitem séries do Netflix muito melhor e pessoas por ai! heheheh

  • Avatar Gabriela Oliveira disse:

    “Pois eu ainda procuro alguém que goste de Los Hermanos, que não suporte sequer a ideia de frequentar uma academia, e que tenha como esporte favorito uma saudável e infinita maratona de seriados”, só pra constar que estou aqui, prazer hahahaha.

  • Avatar Letícia Gama disse:

    Fellipo, que texto sensacional e sobre o “eu ainda procuro alguém que goste de Los Hermanos, que não suporte sequer a ideia de frequentar uma academia…”, prazer essa sou eu! HAHAHA

  • Avatar Thais Gouveia disse:

    “Pois eu ainda procuro alguém que goste de Los Hermanos, que não suporte sequer a ideia de frequentar uma academia, e que tenha como esporte favorito uma saudável e infinita maratona de seriados.” <3

  • Avatar Ana Paula disse:

    Sim… “Hoje, respiro fundo e me silencio, não sou obrigado.”

    Parabéns Fellipo… adorei o texto. E se quiser, pode continuar escrevendo sobre mim, eu deixo. RS
    Abraço!

  • Avatar Hillary disse:

    Eu gosto de Los Hermanos e não suporto academia pf casa comigo

  • Avatar Isabela Gozzo disse:

    “..e que tenha como esporte favorito uma saudável e infinita maratona de seriados.” <3

  • Avatar Nathan Almeida Siceski disse:

    Consigo entender cada palavra desse texto. Me apaixonei por uma garota da faculdade, da sala em frente a minha, e por alguns motivos (que não entendo até hoje) não demos certo. O fato é que, cruzar com ela todos os dias e agirmos como se fossemos estranhos é horrível, confesso que ainda não me acostumei, mesmo depois de um bom tempo. Acredito que todos nós leitores do EOH já passamos (ou vamos passar rs) por isso, e é isso que torna os textos tão incríveis, o quanto nos identificamos com eles. Mesmo sendo um pouco óbvio, afinal, são escritos por pessoas como nós, viventes nesse mundo onde a futilidade prevalece sobre o amor de verdade. Parabéns pelo texto!

    • Avatar Bruna disse:

      Entendo completamente. Eu não sei absolutamente mais nada do meu ex, nem parece que tive uma relação de 3 anos hahaha
      Não rolou nem as famosas ligações bêbadas. Terminamos e fim.
      Mas acho que o que prevalece é o nosso momento, mesmo se a pessoa for “certa” pra você, se não for “o momento”, não rola. Acho…

      • Avatar Nathan Almeida Siceski disse:

        Bom, cmg tbm não rolou nenhuma ligação, nem sms nem nada. Ela sempre foi muito orgulhosa rs. Penso um pouquinho diferente, o fato da pessoa não estar no seu “momento” é aceitável, todos passamos por momentos ruins, problemas e etc. Mas só nesse contexto, fora disso é desculpa pra esconder que realmente não quer continuar.. Pra mim, quem quer faz, corre atrás. ;)

  • Avatar Marinelle Carvalho disse:

    “alguém que goste de Los Hermanos” Até hoje só encontrei um para ter tal sutileza. Quem sabe um dia.

  • Avatar Anne Caroline disse:

    O que eu mais gosto aqui, é dos comentários das pessoas.
    É poder saber que existe muitos de Nós por ai, vivenciando as mesmas angustias.
    Belo texto Fellipo <3
    " e que tenha como esporte favorito uma saudável e infinita maratona de seriados"

  • Avatar Ana Carina Barbosa disse:

    texto perfeito

  • Avatar Renata Xavier disse:

    Adorei toda a descrição, só não gostei muito do final!!!! rsrsrsrsrs
    Nunca fui uma mulher fresca!
    Fui casada por três anos e já contam com quatro anos de divórcio!
    Causa da separação seguida de divórcio, Tinha me cansado de tomar chifres!!! rsrsrsrsrsrs
    E realmente, se torna fadigante repetir detalhadamente como tudo aconteceu! rsrrsrsrsrsrsrsrs
    Parabéns pelo texto!

  • Avatar Windsor Ramos disse:

    E só de pensar, parafraseando Los H, que até quem nos via comprando jornal na fila do pão tinha noção de que eu a havia encontrado. Na fila do pão agora, só sobra espaço pra o aperto, aperto de mãos.

  • Avatar Angelica Gusmão disse:

    É muito estranho isso de ser estranho de quem se amou tanto e ainda ama, namorei por 3 anos e meio e quase chegamos a 4, mas ele terminou comigo por motivos que eu ainda achei futil, mas respeitei. Penso nele e como tudo que vivemos ficou no passado é muito pertubador as vezes, mas o que mais incomoda é a possibilidade de cruzar por ele e nem saber o que fazer diante dele, ser estranho pra quem me conhecia tão profundamente as vezes mais do que eu mesma e meus sonhos e que em algum momento era também os sonhos dele. Em fim, é a vida e cada um carrega dentro de si aquilo que mais lhe faz bem, seja juntos ou separados. Admiro muito quem consegue separar-se deixa tudo no passado bem rápido e em meses começa a amar outra pessoa mais rápido ainda. Confesso não consigo, não faz parte de mim de quem eu sou.