O que fazer se estamos entre dois amores

Olha, o texto que eu planejava escrever semana passada, e que adiei para essa depois do contato de um leitor que me fez escrever outro texto, fica adiado de novo. É que ontem outra leitora me procurou para contar a sua história, buscando algum auxílio.

Ela me contou estar passando por uma situação infelizmente comum: envolver-se com duas pessoas ao mesmo tempo e ser incapaz de se decidir por uma delas. Em geral, uma delas é um amor do passado que retornou, e que descobrimos ainda amar, e a outra, é um amor mais recente. Mas outras variações podem ocorrer.

As leitoras mais novas devem ter visto essa situação na Saga Crepúsculo, e há muitos outros exemplos na ficção daquilo que chamamos de triângulo amoroso. Um dos mais famosos é o que está no romance Anna Karenina, do escritor russo Liev Tolstoi, e que recentemente ganhou uma versão para o cinema, com Keira Knightley no papel principal. Na história, Anna está dividida entre dois homens, ambos chamados Alexei.

Para começar a conversa com Tolstoi, perguntamos a ele: “é possível amar duas pessoas ao mesmo tempo”?

Tolstoi tem a resposta, quando sua personagem Anna diz que, “assim como existe uma mente diferente para cada cabeça, certamente há um tipo de amor diferente para cada coração”. E o amor entre duas pessoas é formado por dois corações, o que torna o número de amores possíveis ainda maiores. Portanto, às vezes somos capazes de amar duas pessoas ao mesmo tempo, de formas diferentes.

No caso de Anna, temos um triângulo bem complicado, perfeito para aprendermos um bocado. Para começar, ela estava dividida entre seu marido e um jovem militar. Então, o primeiro conflito de Anna é em relação aos deveres com sua família.

Sempre é assim quando nos achamos entre dois amores. Mesmo quando não estamos casados, é comum que nossos familiares, nossos pais e nossos amigos tenham preferência por uma das pessoas com quem estamos envolvidos. E aí podemos escutar coisas como “essa pessoa te faz sofrer, por isso prefiro o outro”. Porém, o segredo nesses momentos é simplesmente não ouvir esses conselhos. Parece estranho dizer isso, mas uma coisa que Tolstoi nos diz em seu romance é que “a lei que rege o amor não pode ser descoberta pela razão.” Portanto, o entendimento dos outros não consegue alcançar a natureza daquilo que estamos sentindo.

A verdade é que ninguém pode viver e amar por nós, por mais que essa pessoa se preocupe com nosso bem-estar. Se por acaso decidirmos ouvir os conselhos de nossos amigos e familiares, isso será apenas uma desculpa para que possamos fazer aquilo que nosso coração no fundo, já estava decidido a fazer.

É exatamente isso, por mais estranho que pareça: desde o início do triângulo amoroso já fizemos a escolha entre uma das duas pessoas, embora não tenhamos ainda consciência disso. Ao eliminarmos da cabeça as opiniões que os outros têm sobre o nosso dilema, e também as preocupações sobre as consequências da escolha, poderemos ser honestos com nós próprios, e assim descobriremos que nosso coração já desde o início tomou uma decisão.

Isso porque o fato de que somos capazes de amar duas pessoas ao mesmo tempo não significa que se trata do mesmo tipo de amor e, ainda por cima, da mesma intensidade de amor. Amamos duas pessoas, mas de formas diferentes e com intensidades diferentes. Uma delas não amamos tanto, ou simplesmente não amamos, ou amamos com um amor fraternal, ou só sentimos no fundo tesão.

Por exemplo, na história de Anna, os laços dela com seu marido consistem apenas num afeto familiar que ela nutre por um bom homem. Ele não faz arder nela a mesma chama que lastreia seu coração quando pensa no jovem que realmente ama. Sem perceber, ela já fez sua escolha. Se terá coragem de reconhecer isso ou não, apenas os que lerem o livro até o final descobrirão.

O importante é que, feita a escolha, devemos ser absolutamente honestos com aquela pessoa da qual temos que nos despedir. Como disse Tolstoi em seu romance, “qualquer coisa é melhor do que a mentira”. Devemos cortar os laços totalmente com aquele que nosso coração deixou de escolher, sem manter qualquer contato com tal pessoa por um bom tempo, ao menos até as feridas dela cicatrizarem. É preciso ser um pouco duro, até pelo bem dessa pessoa, para que cicatrize logo sua ferida. “Ser mau”, diz a personagem Anna, “mas jamais mentiroso ou enganador”.

E também é fundamental estar consciente de que, não importa qual escolha façamos, sempre ganharemos uma coisa e perderemos outra. Seja qual for nossa decisão, sempre haverá um sacrifício, pois é impossível ter o melhor de dois mundos. Portanto, nossa decisão em questões do coração jamais deve guiar-se por “prós” e “contras”. O coração não conhece “prós” e “contras”, não mede vantagens e desvantagens em suas escolhas, o único sistema métrico que ele conhece é o da intensidade da paixão.

Como ensina Tolstoi, o segredo para sairmos de um triângulo amoroso é o mesmo segredo para todas as situações de nossa vida. “O que deve ser feito?”, Tolstoi pergunta e ele mesmo responde: “não há outra solução senão a solução universal que a vida dá a todas as questões, mesmo as mais complexas e insolúveis. A resposta é: você precisa viver o momento presente, ou seja, deixar-se levar”.

(Nota: as citações de Anna Karenina que utilizei no texto são traduzidas por mim da versão em inglês da obra)

Comentar sobre O que fazer se estamos entre dois amores

18 comentários abaixo sobre O que fazer se estamos entre dois amores

  • Avatar Claudia disse:

    Obrigada!

  • Avatar Yuri disse:

    Sou homem e estou passando por uma situação assim, um namoro de longa data e um novo amor… O texto me ajudou a entender o que está se passando comigo! É uma decisão muito difícil mesmo…
    Obrigado

  • Avatar MAXINV disse:

    Estou passando por algo bem similar no momento. um relacionamento antigo que durou cerca de 4 anos há 8 anos atrás, ficou mal acabado ela foi para o japão e eu fiquei no brasil, tentamos namorar a distância mas não durou. nesse intervalo eu conheci outra pessoa que já estou a 7 anos, estamos nos formando na faculdade juntos e com alguns planos. só que a minha ex voltou do japão e por acaso a encontrei na rua, um olhar e um sorriso foi o suficiente pra acabar com todas as minhas certezas, a direita virou esquerda, virou tudo de ponta cabeça. me reaproximei dela, não ficamos, nem trai minha atual, mas sinto que tem algo entre a gente cada dia tenho menos certezas. é como o texto diz um amor é mais fraternal, muita cumplicidade e companheirismo, e isso é algo que eu valorizo muito, mas com a outra pessoa é tudo mais visceral, é tão difícil, não quero magoar ninguém, mas me sinto divido, como o texto diz, não as amo da mesma forma, mas amo as duas sem dúvidas.

  • Avatar Diego disse:

    Estou em duvida em que eu fica com a minha mulher a mais de quinze anos ou a outra que eu conheci a quatro meses atra as duas sa otimas pessoas mais eu nao sei i que faço.

  • Avatar Diego disse:

    Estou em duvida em que eu fica com a minha mulher a mais de quinze anos ou a outra que eu conheci a quatro meses atra as duas sa otimas pessoas mais eu nao sei?

    • Avatar Nara disse:

      Muito complicado essa situação!
      O principal e não viver na mentira, pois isso sim é algo perturbador. Pensar direitinho pra não acontecer arrependimentos.

  • Eu to voltado com meu marido ao que eu mim apaixonei pelo um cara que conversava a um ano pelo o fece e agora oq fazer

  • Avatar Sucrilhos com leite disse:

    No meu caso já me decidi não estávamos bem ia ficar só brigando Deus colocou ela no meu caminho mesmo distante de mim mas Se foi Deus já está providenciando ficarmos juntos…. Ainda sinto um pouco de pena doutra pessoa vai me amar sempre mas já estávamos desgastados não quero q pense q fiz isso por pirraça somente nos apaixonamos ❤

  • Avatar Anna Beatriz disse:

    Nossa isso é vdd pq está acontecendo cmg e é uma sensação maravilhosa estar perto deles

  • Avatar Jaque disse:

    Eu estou bem mal.
    Estou nessa de dois amores .
    Meu ex marido que me magoou muito mas sempre pedia perdão,foi embora várias vezes de casa e bebia muito.
    Da última vez que saiu eu sofri muito chorei dias e depois de um mês ele pediu pra voltar.
    Sempre digo que ele tinha mania de tirar férias. 8 meses separado e ele fazendo coisas que me fazia sentir até chorar conheci uma pessoa dois meses depois da minha separação.
    Um cara que é mais novo e ele morria de medo de se apaixonar pois já havia sofrido muito por uma outra pessoa
    E aos poucos foi rolando e acabamos por fim juntos.
    Ele e diferente.
    Ele e companheiro e carinhoso gosta de dormir sempre cmg e me enche de mimos .
    Tem uns defeitos que me afastou um pouco ouve uma briga e ele e eu demos um fim e logo o ex voltou atrás
    Ficamos uns dias juntos já que eu não estava mais com o outro.
    Meu coração se partiu ao ter a certeza que eu mesmo não tinha certeza de nada.
    O outro pediu pra me ver e foi instantâneo logo rolou aquele acelero no coração ao vê-lo.
    Mas já havia planos de voltar com o antigo.
    So que o antigo não se esforça não dorme no mesmo horário mas quando deita já me agarra e fica por isso acorda e volta a simplesmente mexer no cel jogo jogo e grupos de whats .
    Já o mais recente não ele aproveita cada segundo cmg como se fosse o último dia.
    Essa noite vi o quanto amo e amo o jeito dele cmg
    E já vi que o outro apenas quer viver a vida cômoda de ter eu e as crianças ali como apenas representação mesmo ele dizendo que me ama não acredito tanto.
    Mas o atual da umas mancadas que some passa a noite na zueira e não consegue segurar dinheiro já que ele quer viver cmg não é pra que eu pague as contas dele.e ele pague o rolê com os amigos.
    Mas está aí mesmo com todos os tópicos eu estou dividida .
    Não sei oque fazer já li o texto e reli e não consigo achar minha saida.

  • Avatar DAYANE disse:

    Eu estou muito complicada, e isso está me magoando muito, eu tenho um relacionamento de 3 anos que ele me machucou muito, aconteceram muitas coisas que eu não gostei, que nos desgastaram mas o tempo passou, ele me pediu desculpas e falou que iria mudar, e mudou, ele hoje é outra pessoa, mas ao longo desse tempo que ele estava me ferindo eu conheci uma pessoa completamente ao oposto dele, que me ama muito, e eu me envolvi bastante, alguém que me compreende e que é disposto a tudo por mim, ele decidiu mudar em um péssimo momento, quando minha vida começou a se encaminhar a outra pessoa, dói está dividida, e saber que se você vai de qualquer lado vai magoar uma pessoa, eu gosto muito dos dois, me machuca ter que tomar decisão e machucar um, cada dia que passa me magoa mais essa indecisão do meu coração. Porque depois de 3 anos ele decidiu ser e se tornou tudo aquilo que eu queria?

  • Avatar Jéssica toleto disse:

    Isso realmente me ajudou, muito. Agora eu entendo o que se passa comigo, de quem eu realmente gosto. E já fiz minha escolha, chega de tentar alegrar os outros, ao ponto de eu mesmo me machucar. Pela primeira vez, irei pensar em mim, mesmo que no futuro isso acabe.. já me deixei levar de mais, à limites e, como você disse: sempre à um sacrifício. E eu vou faze-lo mesmo que isso me doa, e machuque a outra pessoa, mesmo que eu perca os carinhos e declarações da mesma, toda dor passa, e eu sei que dessa vez não vai ser diferente. Obrigado mesmo.

  • Avatar Viviane disse:

    Vivo isso há 6 meses. Me apaixonei por um colega de trabalho, após estar passando por uma fase difícil no meu casamento.
    Agora, não sei o que fazer.
    De um lado estabilidade, companheirismo, cuidado.
    Do outro, paixão, sexo intenso, cuidado!
    Na verdade, não queremos ter perdas, mas isso é inevitável.
    Alguém vai sair magoado.
    Complicado!

  • Avatar Larissa disse:

    Há cerca de um ano terminei com o meu namorado, pois ele me traiu, estavamos em fases diferentes e com pensamentos diferentes, e o tempo que ficamos separados serviu para os dois amadurecerem. Só que nesse meio tempo conheci uma pessoa que é maravilhosa comigo, é faz de tudo para me deixar bem. mas ele também teve e tem atitudes que me desagradam.
    Há alguns dias meu ex retornou para a minha vida, e fez minhas certezas se tornarem duvidas, tenho que escolher com quem eu quero ficar, mas e muito difícil pois os dois mexem comigo.
    Minha família e totalmente contra eu voltar com o meu ex, pois ele já aprontou comigo, já com o atual e totalmente a favor, estou sem saber o que fazer pois meu ex se mostra totalmente arrependido e demonstra que mudou verdadeiramente,
    Agora preciso pensar e para de ouvir os conselhos de amigos e seguir meu coração, o texto fez com que minha duvida diminuísse, muito obrigada!!

  • Avatar Vanessa disse:

    Há cerca de um ano terminei com o meu namorado, pois ele me traiu, estavamos em fases diferentes e com pensamentos diferentes, e o tempo que ficamos separados serviu para os dois amadurecerem. Só que nesse meio tempo conheci uma pessoa que é maravilhosa comigo, é faz de tudo para me deixar bem. mas ele também teve e tem atitudes que me desagradam.
    Há alguns dias meu ex retornou para a minha vida, e fez minhas certezas se tornarem duvidas, tenho que escolher com quem eu quero ficar, mas e muito difícil pois os dois mexem comigo.
    Minha família e totalmente contra eu voltar com o meu ex, pois ele já aprontou comigo, já com o atual e totalmente a favor, estou sem saber o que fazer pois meu ex se mostra totalmente arrependido e demonstra que mudou verdadeiramente,
    Agora preciso pensar e para de ouvir os conselhos de amigos e seguir meu coração, o texto fez com que minha duvida diminuísse, muito obrigada!!

  • Avatar Menino e menina disse:

    Eu sou cansado no papel com uma mulher incrível que está cmg faz 8 anos já , ela tem muitas qualidade , companheira , trabalhar , dedicada , quando fico doente ela fica muito pra baixo , porem conheci uma moça linda “tampa da minha panela ” a gente tem uma conexão que não é desse mundo , quando estou mal de alguma forma ela sente e eu msm coisa …
    Resumindo , parece que fomos feito um para o outros , mais tbm com esse amor que sentimos vem o ciúmes , a confiança infelizmente não é a msm , mais isso não importa muito a vontade de ARRISCAR é maior ( não falei a cima mais a gente começo do jeito errado , traição) agora estou na dúvida de qual delas escolher pra vida , gosto muito das duas.
    Estou quase dois anos me relacionando com a “outra” mais nesses dois anos vivemos muita coisa , foi tudo muito intenso .

  • Avatar Vitória disse:

    Meu irmão me disse uma coisa….
    ” Se você está em dúvida entre duas pessoas, fique com a segunda. Porque se amasse a primeira de verdade, jamais existiria a segunda… ”