Esta foto é sua?

Não foge, não. Fode comigo!

Ô, menina! Não foge, não. Volta aqui!
Fala pra mim o que você tá pensando. Divide comigo os teus planos.
Eu não tô te pedindo e nem jurando amor eterno nem nada disso, mas deixa eu te conhecer melhor e te mostrar que, independente de qualquer coisa, todo mundo tem o direito de ser feliz.

Eu tô longe de ser o cara perfeito e eu já te prometo que vou errar com você. Algumas vezes de propósito, outras sem querer, mas é melhor do que te prometer um conto de fadas que não vai acontecer.

Foda-se o seu passado! Se não faz parte do seu presente, nem merece atenção.
Eu não me importo do que você fez ou deixou de fazer, se você tem passe livre pra todas as baladas de SP ou da porra do teu ex que foi um babaca contigo.
Eu tô falando de hoje, de amanhã e de até quando você quiser ficar comigo.
Eu tô curtindo você desde o primeiro dia, mas só preciso saber se você está na mesma vibe que eu, menina.

Pode continuar me deixando sem jeito com teus elogios exagerados. Eu me acostumo.
Pode continuar sendo a menina que me inspira a escrever coisas lindas. Eu me acostumo também. Na verdade, já me acostumei.

Tô querendo te ajudar a cozinhar mais vezes, mesmo que eu perca o foco no seu corpo gostoso com aquele shortinho da Atlética da faculdade e com a sua beleza.
Tô querendo mais beijos com gosto de frango xadrez e cerveja.

Como se estivesse num jogo de futsal, você me dribla e me deixa no chão. Foi mais ou menos assim que eu fiquei quando vi aquele seu vídeo no Instagram tocando violão.
‘E a culpa é sua por ter esse sorriso’..

A verdade é que depois de você, eu me formei em saudadologia, mesmo sem ter cursado medicina.
Saudadologistas: gente especialista em saudades
. É tipo um cardiologista, mas cuida especificamente dos sentimentos do coração.

Pra terminar eu vou te fazer um pedido:
Não foge não. Fode comigo!
Fode com sua boca e com teu corpo. Me fode de e com amor.
Fode com a tua presença, com saudade, com ciúmes, com prazer.
Eu sei que gostar de você é assim, foda, mas eu nem ligo de me foder.

Comentários