Não morra sem: admitir pro mundo que além de culta e inteligente, você é capaz de rebolar Esta foto é sua?

5 músicas para admitir pro mundo que além de culta e inteligente, você é capaz de rebolar

Vamos ignorar um pouco os filmes do Woody Allen, as músicas do Chico Buarque e toda a poesia existencialista. Tudo isso é demais e completa a nossa alma. Mas tem horas que o que a gente quer mesmo é um batom vermelho, um bom salto e rebolar. Na frente do espelho ou numa balada cheia de bons (nem tão bons, vai) drinques, uma mulher de verdade liberta os seus demônios (e hormônios) é rebolando.

Cheguei a essa conclusão quando, outro dia, conversando com algumas amigas, soltei um ressabiado “não me julguem, mas acho Christina Aguilera demais”. Ao invés de críticas, ouvi vários comentários sobre todas as cenas de clipes da diva, com detalhes dos mínimos gestos das coreografias. Munida de coragem, perguntei “vocês também gostam é de rebolar, né?”. Resposta unânime.

Existe um mito de que quem gosta de um estilo de música precisa se prender a ele. Besteira. Música é como roupa: a ocasião e o humor podem fazer você sair de si e exatamente por isso se encontrar. É tipo formatura, sabe? Você está tão feliz pelo formando, que vai até o chão e se diverte com o que tocar. Não é assim? Por que não fazer da vida uma grande festa?

Não fique com vergonha. Chame uma amiga incrível, deixe o batom bem vermelho, aposte no salto e vá a uma balada. Sem preconceitos, querendo mesmo se divertir. Porque assim como há momentos em que só Woody, Chico e Leminski nos interpretam, há também aqueles que em que só uma boa batida, divas dançando, um drinque e um espelho sabem o que se passa dentro da nossa cabeça.

“Wanna get dirrty. It”s about time that I came to start the party”

“I”m telling you loosen up my buttons baby, but you keep fronting saying what you gonna do to me”

“Oh! Can we laugh about it. Oh! It”s not worth our time. Oh! We can live without him, just a beautiful liar”

“Everybody stands, as she goes by, cause they can see the flame that”s in her eyes. Watch her when she”s lighting up the night”

BONUS TRACK! (a cereja do bolo)

Não tinha como falar de músicas que despertam a nossa autoestima sem citar Lady Marmalade.

“Voulez-vous couché avec moi, ce soir (ce soir). Voulez-vous couché avec moi (ooh)”

Comentários