Charlene Peruchi por Charlene Peruchi

Quando o amor chega da forma mais inesperada e toma conta de tudo

Eu estava com mudança marcada, com o aviso do emprego assinado, me planejando para ir embora e começar uma nova vida em outra cidade quando você me mandou um superlike no Tinder e eu aceitei. Não sabia a enrascada que eu estava me metendo, e se soubesse teria feito tudo de novo. Conversamos e marcamos de nos encontrar. Confesso que fiquei com receio de o primeiro encontro ser na sua casa. Vejo a casa ou quarto de uma pessoa como o mundo dela, como a intimidade dela, onde pode ser quem realmente é. E dessa forma, teria que me expor também, expor como sou. E isso me deu medo, talvez pelo meu histórico de autossabotamento, ou talvez por não ser boa em me abrir com as pessoas. Em minha mente, expor quem sou e o que sinto me deixa vulnerável, o outro teria uma arma em mãos contra mim. Mas mesmo com todo esse receio aceitei o convite jogando um “foda-se” para as consequências.

Foi um encontro “normal”, compramos pizza e cerveja, fomos para seu apê. Os dois estavam nervosos, era visível isso. Você disfarçava o nervosismo agindo de forma rápida e eu permanecendo sentada sem parar um minuto de mexer as mãos – sim, essa é minha forma de liberar a tensão. Depois da janta, fomos ver um filme. E agora faço uma pausa, quem nunca convidou alguém para ver um filme com segundas intenções?? Convites para filmes significam apenas uma coisa: “estou a fim de você, vem aqui em casa? mas saiba que sou romântico”. Bom, o que posso dizer é que desde esse filme, que nem me lembro o nome, não nos largamos mais.

Seu apê virou minha quase primeira casa, sua cama virou a nossa, meus pés gelados agora tinham quem esquentá-los, enfim, o que era para ser um encontro casual virou um encontro de dois corações apaixonados, que não suportavam viver longe um do outro.

De uma forma abrupta e mágica você chegou e mudou tudo o que estava aqui dentro. Você me fez ficar em dúvida se continuava com meus planos de mudar de cidade, você me fez sair da bolha em que vivia e querer compartilhar momentos com você, você me fez feliz e amada. E a maior alegria que podemos ter é sentirmos amados por alguém. Você sente bem só por sentir isso e seu dia fica melhor. Você trabalha mais feliz, almoça como se aquela fosse a ultima refeição de sua vida, sorri para estranhos, dança, mesmo que de forma desengonçada ao ouvir Riptide do Vance Joy, a vida fica mais florida e leve.

Sabe aquela sensação de ao olhar nos olhos do outro você vê amor, carinho, sentir-se bem, não querer estar em outro lugar? Pois eu via isso nos seus olhos castanhos esverdeados. Eu sabia que tudo o que estava sentido era recíproco.

Sei que depois que te conheci, meu plano de mudar de cidade se tornou mais firme, pois você resolveu ir comigo. Você resolveu embarcar nesse sonhos que de certa forma era seu também, pois estava cansado da vida que levava. E agora que estamos aqui vendo a lagoa da varanda da nossa nova casa, agradeço ao dia que, por brincadeira, instalei aquele aplicativo. A vida tem dessas coisas que parecem ser inacreditáveis, que de uma hora para outra amores aparecem e mudam sua vida para sempre. E o que posso dizer é: esteja aberta às novas experiências.

chat_bubble Leia ϟ comentários

ϟ Comentários

arrow_back Voltar chat_bubble Comentar