Fico só com a saudade

Então fica o acordo: eu não falo, tu não falas e ficamos nesse silêncio que é mais fuga do que a própria palavra.

Eu fico com o teu sorriso desconcertante que eu não sei mais se foi real ou se eu que imaginei que os teus dentes perfeitamente emparelhados se mostraram em câmera lenta. Fico com a sensação de descoberta, de cuidado, de arrebatamento. Fico o toque. Fico com o imã que não deixava que mãos se desligassem, que carinhos desaparecessem, que segurança faltasse. Fico com a minha embriaguez de ti, a tua lucidez de mim.

Você deve lembrar aquele abraço, daquele suspiro. Fico com ele também. Fico com a cena que tinha muito mais do que uma beleza cinematográfica: era real. Fico com a tua vontade de me mostrar pro mundo, e com a minha vontade de conhecer o mundo que morava em ti.

Eu fico com o dia que você me disse que tinha medo de paixões repentinas, com os nossos cafés sem leite. Fico com tudo o que a cachoeira me disse quando ouvi só o barulho da água e me senti tão sileciosa quanto ela. Fico com as desculpas tão bonitas, tão embriagadas, tão impensadas. Fico com o sol nascendo.

Fico com o tempo que nunca vamos ter pra acertar nosssos ponteiros – que no fundo nunca existiram. Fico com o nosso ódio por frases feitas e metáforas, que repetimos todos os dias, o tempo todo. Com a minha segurança insana em você, e minha insegurança mais intensa ainda em mim. Fico com a nossa eternidade em algumas horas que preferimos não prolongar por dias inteiros de momentos que não seriam lembrados.

Eu fico com as tuas palavras. Fico com o silêncio. Fico com o mesmo silêncio que usávamos para falar de cumplicidade. Fico com a leveza que toda intensidade tem. Fico com a fuga, mesmo que não se possa voltar atrás depois da entrega. Fico com a saudade, porque não existe motivo para ficar com a tristeza. 

Comentar sobre Fico só com a saudade

12 comentários abaixo sobre Fico só com a saudade

  • Avatar Pamela Rodrigues disse:

    Marina, sempre Marina…♥

  • Avatar Victória Monteiro disse:

    Fico somente com a saudade pois o restante não posso mais ficar.

  • Avatar Dayana Peixoto disse:

    Li e reli, e não da vontade de parar de ler. Texto esplêndido! Parabéns Mari.

  • Avatar Erika disse:

    Um dos melhores textos do EOH. Parabéns Mari!!!!

  • Avatar Carol M disse:

    Parece que a cada quinta feira os seus textos vão ficando mais perfeitos. Já não tem espaço na minha aba de “favoritos” hahaha Parabéns pelo texto Marina (;

  • Avatar Letícia Gama disse:

    Marina, Marina a cada post seu, me apaixono mais ainda pelos seus textos!

  • Avatar Neyane Gonçalves disse:

    Maravilhoso, totalmente apaixonante!

  • Avatar Erica Poliana disse:

    Mais um texto lindo… Fazer o quê né?! Se só resta saudade… Se só nos cabe a ficar com ela… Morrer de saudade nunca existiu… Se cada um de nós vive com ela… Ela machuca um pouco, mas somos confortados por as lembranças que ficou… Os momentos que a gente só desejava que não tivesse fim… Eu jamais queria que tivesse fim… Aquilo tudo seu… O seu sorriso, suas mãos, seu beijo… Pelo menos ficaram aqui embrulhados com a saudade, os momentos e sempre ficaram aqui… Os momentos que passei com vc… Melhor ficar com a saudade que não vai me matar… Do que a tristeza que pode me levar aos poucos!

  • Marina, derreteu meu coração, doeu. Falou direto com a minha saudade.
    <3 que texto lindo e sensível

  • Avatar Emilly Buscaroli disse:

    super me define esse texto. temos sempre que tirar o que foi bom de qualquer relação, sem magoas nem rancor. só saudade

  • Avatar Gabi Passos disse:

    Amei!!!!

  • Avatar Juliana Gomides Oliveira disse:

    Um dos melhores que já li!