A maturidade não acontece em um passe de mágica

Eu pensei que o passe de mágica pra me tornar adulta era trocar Nescau por café. Comecei com leite e açúcar, depois tirei os dois e voilà: o momento não aconteceu. Aí achei que se eu parasse de tomar banho de mar e ficasse na areia pegando sol, eu passaria de menina a mulher. Depois, quando eu saísse de casa e tivesse minha própria conta de luz. Achei que quando eu tivesse meu primeiro caso de amor intenso de uma noite e sem depois, seria suficiente para que o sentimento de independência, cabelos ao vento e salto alto me invadisse como um raio caindo do céu e me sentiria, enfim, adulta.

Mas nunca aconteceu. Não veio o clique, o estalo, o ploft. A maturidade não se mostrou o botão que eu imaginava na infância. Assim como aprender a lidar com o amor. Assim como saber cozinhar, assim como ter certeza sobre o que penso sobre política ou filosofia. Não aconteceu quando apaguei as velinhas, nem quando me percebi sem tempo para perceber.

Conforme o tempo foi passando, vi que não me tornava mais adulta. Mas mais consciente dos meus próprios erros. E aí entendi que maturidade não é agir diferente. É saber das suas dores e delícias e escolher todos os dias vivê-los de novo.

E não apenas no amor. Também nas escolhas entre um xis tudo e uma salada primavera, entre a preguiça e o exercício físico, entre fazer um curso de inglês ou torrar 300 mangos num jantar bacana.

Eu sei o que é certo, mas também respeito quem sou. Meu pai sempre diz que não importa quanto ele me explique como não sofrer, existem sofrimentos dos quais ninguém vai poder me poupar: preciso viver.

Por isso eu continuo tomando banho de mar e desentendendo o amor. Sigo comendo sorvete mesmo com intolerância a lactose. Vivo sendo vítima das minhas circustâncias e crio artimanhas que sei que vão me derrubar, mas também sei que vou superar. Danço na rua sem me importar com o que os outros vão pensar e sou grata pelos que me fizeram aprender que o meu melhor pode ser muito pouco.

Assim, me mantenho um pouco criança enquanto o mundo exige de mim uma adulta que não quero ser. Isso deve ser maturidade. Ou um pouco de loucura.

Comentar sobre A maturidade não acontece em um passe de mágica

19 comentários abaixo sobre A maturidade não acontece em um passe de mágica

  • Avatar Agiana Oliveira disse:

    Porque ser adulta é bom, mas ser uma eterna criança é do CARALHO!! Texto lindo, parabens <3

  • Avatar Thaissa Lohanne disse:

    Marina, para de ser linda com esses textos.

  • Avatar Pamela Rodrigues disse:

    Seus textos sempre me deixam sem palavras, me identifico com o que você escreve. Cara, você é muito demais!! (erros de concordância devem ser permitidos em comentários..haha)

  • Avatar Aryane Rodrigues disse:

    “E aí entendi que maturidade não é agir diferente. É saber das suas dores e delícias e escolher todos os dias vivê-los de novo.” Marinaaaaa <3
    Me senti em cada palavra! Até mesmo depois da maternidade ainda me sinto assim!
    Me faz feliz viver com essa leveza que "o mundo adulto" acaba nos tirando.

    #textolindo #crescersemperderalevezademenina

  • Avatar Ingrid Maciel disse:

    Ai você entende que a maturidade chegou e olha só que boba, você nem percebeu.

    Vou eternizar a criança que existe em mim, quero manter o brilho nos olhos.
    Lindo texto!

  • Avatar Laís Happel disse:

    E aí entendi que maturidade não é agir diferente. É saber das suas dores e delícias e escolher todos os dias vivê-los de novo.

    Que lindo, que saudade de comentar, que saudade de me ver nos teus textos. ♥

  • Avatar Karina de Oliveira disse:

    Sempre digo que não há nada que possa acontecer,pra Eu me sentir adulta.Apesar de ser e agir como tal.

  • Avatar Taís Andrade disse:

    Tive que amadurecer muito cedo!! E curti muito isso, me fez passar por situações na vida que jamais teria conseguido sem isso!! Porém, amadurecer é uma tarefa diária!!

  • Avatar Thais Allana disse:

    Acho que pode ser maturidade, loucura e equilibrio.
    Texto top!

  • Avatar Ana Carolina Vaz Azevedo disse:

    Pode até ser loucura, mas não escolheria ser de outro jeito…

    Eu posso levar umas boas quedas, mas são elas que fizeram eu ficar mais forte a cada tombo e ainda assim ser frágil…

    Loucura ou maturidade, aceito o meu destino

  • Avatar Cleiton Lopes disse:

    Cara… Texto perfeito!

  • Avatar Nadhia Dantas disse:

    Melz sendo Melz <3

  • Avatar Mikaele Tavares disse:

    Marina amei esse seu texto. Pois, vc conseguiu traduzir em palavras boa parte dos meus pensamentos em relação a maturidade. Amei *_*

  • Avatar Angelica disse:

    Mas q texto perfeito, moça!! Ainda hj eu m questionava a respeito d qnd vou crescer..m recordei d qnd era criança e fazia altas projeções a respeito da maturidade…tolinha eu era…ser menina mulher definitivamente é uma sina p algumas mulheres…

  • Avatar Luiza Amorim disse:

    Perfeito !

  • Avatar Emilly Buscaroli disse:

    Me definiu

  • Avatar Kellen Rodrigues disse:

    Que delícia de texto, Mari!
    Lembro-me que em meu aniversário de 20 ano sofri uma breve crise de “ai-meu-Deus-agora-eu-sou-adulta”, foi complicado pois não me sentia feliz. Pensava eu que, ao fazer vinte anod, idade que as pessoas consideram “adulta”, eu não poderia mais fazer coisas que eu amava quando era criança e adolescente. Pensava eu que agora não poderia mais pular de alegria quando meu filme predileto fosse passar na Sessão da Tarde, ou não poder ler mais Capricho, ou não pedir pra minha mãe dormir comigo quando perco o sono, e etc… Aproveitei e vivi muito bem essas duas fases deliciosas da vida que é a infância e a adolescência, e pensar que para “ser madura” eu deveria deixar tudo isso para trás me deixava desanimada. Após ler esse texto me senti mais leve, sabe?! “Entendi que maturidade não é agir diferente. É saber da suas dores e delícias e escolher vivê-los de novo.”
    Daqui uns dias faço 21, e viverei esse momento com muita alegria, consciente de que a maturidade vem com o tempo e não com o soprar das velinhas.
    Um beijo, Melz!!! :*

  • Avatar HEROS SCAYLIER HASSAN ELOY LIM disse:

    Top. Homens Também leem isso.