Histórias interrompidas

A sensação de ter uma história de amor interrompida é dolorosa demais para ser absorvida rapidamente, sobretudo quando tomamos consciência de que o tempo passado juntos não irá se repetir e as lembranças dos momentos felizes parecem abrir buracos em nosso coração.

Um amor que sofre uma inesperada intervenção do destino nos corrói justamente porque nunca saberemos o seu fim. A gente sofre e, na nossa cabeça, dá continuidade à história. A gente fantasia e alonga os anos, sempre trilhando o caminho da perfeição. Essa narrativa nunca desanda, nem tem rotas espinhosas, já que no mundo dos amores eternos podemos ser deuses e decidir o nosso destino.

Ter uma história de amor interrompida é se despedir de uma pessoa querida que parte para o desconhecido. É dar adeus a nosso lar – onde nos sentimos aconchegados e protegidos –, que tinha tudo para continuar sendo o nosso recanto.

O fato é que dizer adeus é dolorido demais para que saibamos lidar com isso com maturidade; o sofrimento da partida é sempre inédito – e necessário. Precisamos nos preparar para a hora de nos despedir e aprender a guardar os bons momentos na memória, mas sem achar que tudo o que não aconteceu seria lindo.

Comentar sobre Histórias interrompidas

25 comentários abaixo sobre Histórias interrompidas

  • Avatar Malu disse:

    Nuuuhh.. a tal da sincronicidade. Ia até te mandar DM mas nem preciso. Estou vivendo isso e vc conseguiu lindamente expor em palavras. Só o tempo mesmo pra tirar essa tristeza e aliviar o peso das incertezas. Obrigada!

  • Avatar Raphaela Amorim disse:

    Você é tão maravilhoso que a cada texto me faz entender melhor as fases da vida ❤️

  • Avatar Ellen Rochido disse:

    Que saudade eu estava dos textos ! ♥️

  • Avatar Vivian Vytoria disse:

    Eu não acompanho fielmente o blog, mas sempre que decido ler algum texto
    do Fred, publicado no Instagram que saiu fresquinho ou quando decido ler aleatóriamente…Serve como uma luva quentinha pro meu coração, é como se toda tristeza fosse embora, é como se dissesse : você tem razão, lide com isso, seja forte.

  • Avatar Evilyn Karolaine disse:

    Aaaaah Fred , Obrigada Muito obrigada!!!!!!!!

  • Avatar Jamila disse:

    Que texto incrivel

  • Avatar Igor disse:

    O texto de hoje resumindo um sentimento de anos, Fred você é demais, acompanho seus videos e seus textos, agora estou começando a ler um dos seus livros, sei que que vai me ajudar bastante a amadurecer e ver as coisas de outra forma. Obrigado por de certa forma me ajudar mesmo sem saber ^^.

  • Avatar Fernanda disse:

    Ate perdi o ar, nao sei se foi bom ou ruim ver esse texto agora, depois de tanta luta pra supera, como um sentimento adormecido; apertou meu coração! Se tira a parte ruim, fica so o amor e o sofrimento que foi ele partir e nao nos vimos e nao nos falamos mais, ha um ano e tres meses ele partiu, pra trabalho e estudo em Paris .

  • Avatar Juliana disse:

    Você é o seu timing de escrever exatamente sobre o que eu to sentindo. E colocando em palavras o que eu não consigo.
    Obrigada❤️

  • Avatar Jade disse:

    Simplesmente maravilhoso! ✨❤️

  • Avatar Luiz Gustavo Cordeiro Oliveira Nunes disse:

    Que isso, estou passando por esse momento em minha vida Fred, chorei bastante ao ler esse texto, profundo demais! Que bom é ser seu leitor!

  • Avatar Marta disse:

    Vc é maravilhoso aprendendo muito com vc ❤️só agradeço

  • Avatar Luciana Lapa disse:

    Você me descreveu em lindo texto.
    Sou muito sua fã!!!
    Obrigada

  • Avatar Brenda Luiza disse:

    Realmente! O e “se” corroe no peito como nunca, o vão e o vazio é imenso. A dor de se pensar se tivesse sido diferente doí de uma forma que chega a sufocar e não há remedio pra isso, do que a nossa propria disciplina em tentar aceitar e segui a vida com apenas boas memorias. Sem achar que o que não foi vivido seria lindo.

  • Avatar Patrícia Sales disse:

    ❤️

  • Avatar Glaucy disse:

    Uau!, gostei muito, Fred você está de parabéns!… ❤

  • Avatar Giovanna Campos disse:

    Meu Deus, tô passando por essa fase kkkk obrigada pelo texto

  • Avatar Marcela disse:

  • Avatar Tayza Azevedo disse:

    Eu amei essa forma do Fred de encarar , amores que não deram certo. Eu sempre me sentia confusa quando terminava um relacionamento . Pois me perguntava se foi real ou não.

  • Avatar Ju disse:

    Obrigada. Texto maravilhoso e justamente o que eu precisava. Obrigada pela empatia. Obrigada pelas percepções. Obrigada por mostrar que há caminho a seguir após uma dolorosa história interrompida. Interrompida cruelmente, mesmo com a certeza do amor remanescente em ambos os lados.

  • Avatar Rejane Silva disse:

    Caramba! Cada vez que eu leio um texto do Fred, eu me surpreendo mais. É incrível a forma como ele sabe organizar bem o que dizer e em tantas vezes é exatamente o que precisamos ouvir/ler. Que ser humano incrível! ❤❤

  • Avatar Grazi Pires disse:
  • Avatar Lívia Samara disse:

    Estava precisando ler esse texto <3
    Estou passando por uma despedida e como dói, mas com textos assim encontramos apoio pra seguir… Obrigada Fred!

  • Avatar Angela Viçoza disse:

    Digitei e parei este meu comentário umas 5x… Não sabia como ou por onde começar, mas é a unica maneira de me desabafar e tirar um pouco dessa ” tristezinha ” que tá em mim há alguns meses. Namorei por 5 anos. Quase casei. Um relacionamento maravilhoso. Rapaz carinhoso, preocupado… Porém, por circunstancias da vida, acabou. Achei que seria insuperável, mas em uma semana eu já estava bem. Nesse meio, conheci um rapaz, despretensiosamente. Começamos a conversar e quando fui ver… já estávamos no motel. Eu vou ser sincera… foi poucos dias após meu término, então achei que foi muito rápido, porém… eu gostei. Continuamos conversando, só que sem muitas regras ou constância. Era sempre uma vez na semana ou a cada 15 dias. Mas eram sempre encontros muito loucos, com muita energia e fogo. O rapaz era completamente o oposto do meu ex namorado, porém, ele era minha versão masculina. Eu sempre fui muito fria, muito na minha, nunca gostei de dmonstrar interesse, gost do meu canto e do meu tempo e ele era exatamenete assim. Meio desapegado, não ficava atrás de mim, não tava muito aí pra vida e tal. E isso foi o que mais me atraiu. Foram se passando meses, 1 ano e esse rolo continuava… se nos víssemos em alguma festa, sempre íamos embora juntos, eu dormia na casa dele as vezes, mas era sempre aquela coisa meio ‘ fria ‘, só que eu gostava. Quando percebi, já tava muito muito mesmo, muito interessada. O cara era grande, alto, forte, lindo… aquilo me chamava mais atenção ainda. Olhar ele era um deleite pros olhos. Nosso jeito frio e estranho era parecido então nos entendíamos.
    Até que um dia, ele veio me dizendo que estava com planos de mudar do país. Eu juro que na hora que ele disse aquilo, meu coração partiu no meio e metade morreu. Doeu mais que o meu término do namoro.
    Apoiei, super. Fingi que neeeem morri. Mas doeu… juro. Enfim. Tentei me afastar, mas era difícil. Um belo dia ele mandou mensagem: ‘ Comprei a passagem ‘.
    Eu não sei nem explicar a desgraceira que foi ler aquilo. Só de escrever meu coração já dói.
    Perdi o cara que era minha versão masculina, rs. O cara que me entendia com meu jeito frio. O cara que eu gostava até dos defeitos dele. O cara que só de olhar pra ele meu coração disparava.
    Ele foi. E eu fiquei. Tem 6 meses que ele foi e ainda dói na mesma intensidade que do dia que ele disse que iria. Eu lembro dele todo dia, sonho com ele, quando eu penso nele meu coração chega dispara. Penso todo dia naquele menino. Espero um dia encontrar alguém que me faça ter esse mix de emoções que esse cara conseguiu. :(

  • Avatar Keila disse:

    Ah, Fred… Eu te “descobri“ não tem nem 1 mês, vendo um vídeo que você gravou com a Cátia e agora estou assim, devorando o que você produz em todas as fontes disponíveis… Medo… É sempre tanta identificação que me assusta…