A zoeira e o amor caminham juntos

Por toda a minha vida, eu sempre procurei alguém com quem eu pudesse namorar e zoar sem me preocupar. Parece loucura, mas eu acredito piamente que zoeira e amor caminhem juntos, que são complemento do outro. E, comigo, se não tiver isso, eu nem aceito!

Não tem nada mais gostoso do que o cara que você escolheu como parceiro, acompanhar seu raciocínio e entrar na sua “zoeira side” sem limites. É como se você tivesse asas e ele também, aí vocês voam por aí falando um monte de coisas sem sentido pro resto do mundo, mas que pra vocês tem lógica em cada vírgula.
Dentre a população mundial, vocês dois são os únicos que tem o pózinho mágico da fadinha, os únicos que conseguem fazer do dia a dia, da convivência, algo leve e cheio de zoeira correndo nas veias.

Me desculpa mundo, mas eu não consigo me imaginar vivendo ao lado de alguém que não vá viajar na maionese comigo, rir de ter esquecido a chave do lado de dentro do quarto do hotel e ter saído só de toalhas, ou até mesmo que jogue a colher no lixo e coloque o pote de Danone na pia pra lavar.

Não consigo ver a minha vida sem a cor do bom humor e do jeito atrapalhado de alguém que ri de si sem o menor problema, que perca o vôo porque passou a noite imaginando bobagens ao meu lado, tomando cerveja e gargalhando sem fim.

Sabe aquela coisa de bom humor + inteligência = nocaute? Pois é, acrescenta um jeitinho atrapalhado aí e temos a minha fórmula perfeita de ser e fazer feliz.

Qual é a probabilidade de ser infeliz ao lado de alguém que gargalhe do simples fato de você ter facilidade para inventar palavras e termos novos? Ou até mesmo de concordar com suas insanidades viajísticas de situações que nunca acontecerão, mas que vocês – só vocês – conseguem imaginar, idealizar e rir horrores disso?! Não há como ser infeliz dessa maneira, e se você acha que tem… então não fomos feitos um para o outro.

Come to the zoeira side!

Comentar sobre A zoeira e o amor caminham juntos