É tudo o que eu tenho

Amor. Carinho. Compreensão. Respeito. Tá tudo aqui dentro. Cultivei, mas sei que não é perfeito.

Às vezes eu olho para você e penso se nós dois daríamos certo. Se a gente conseguiria seguir esse mesmo caminho sem a necessidade de apontar um para o outro quando estamos corretos.

Eu me pergunto também se você não cogita dividir a sua vida com uma outra pessoa que tivesse comportamentos, gestos, talvez mais sinceros que os meus. Eu não te culpo, porque também faço isso. Quantas vezes eu quis sair daqui e me jogar nos braços do primeiro que me apareceria só para me livrar do que eu nem esqueci?

A grama do vizinho parece sempre mais verde e você… Bom, acredito que pense o mesmo.

Eu ainda não tenho certeza sobre o que nos traz aqui. Mas lembro da promessa que te fiz. Lembro de me prometer te fazer feliz independente do que acontecesse a você e a mim.

Me prometi que viveríamos tempos bons aos quais nem você e muito menos eu me permiti.

Me prometi que a gente iria sorrir mais, que iria se descobrir, pois não interessava mais o que tinha passado. Agora seria a partir daqui.

E vem sendo assim. Volta e meia eu me sinto mais próxima, mas também não quero passar por cima de mais nada, nem acelerar nada. Eu quero você ao meu lado quando puder e quando não puder, não se preocupe. A sua vontade será respeitada.

Porque eu não espero mais que você goste de mim e nem concorde com o que eu digo. A única coisa que peço é que me ouça quando precisar de um motivo.

Pensa bem nisso.

Você antes de tudo, é o meu melhor amigo.

Serei a luz enquanto estiver perdido.
Serei o seu reflexo quando não tiver se reconhecido.
Serei conforto quando precisar de abrigo.
Serei o fim, o meio e o reinício.

Serei tudo o que puder e se precisar, eu repito.

E amor, meu caro, reúne tudo isso.

Estamos unidos.

Comentar sobre É tudo o que eu tenho